farol mucuripe

Mucuripe

 03 43,57S / 38 28,32W Fortaleza, CE

Lp (2) B.10seg.85m.43M / Radiofarol MU (--..-) 295 Khz

 

Alguns historiadores sustentam que o espanhol Vicente Pinzón já teria estado em fevereiro de 1500 na praia do Mucuripe, se antecipando ao descobrimento "oficial" do Brasil. E foi nessa praia que se construiu o primeiro farol do Ceará, para sinalizar a entrada do porto de Fortaleza.

O então presidente da Província do Ceará, o Marechal-de-Campo Manuel Joaquim Pereira da Silva despachou em 13 de maio de 1829 o pedido com o projeto elaborado por Conrad Jacob de Niemeyer no ano anterior para apreciação do Imperador D.Pedro I. Apesar da aprovação, o empreendimento só foi concluído em 1846.

O farol, construído pelos engenheiros Júlio Álvaro Teixeira de Macedo, Luís Manuel de Albuquerque Galvão e o maquinista Trumbull foi inaugurado em 17 de novembro de 1846. Torre octogonal de alvenaria equipada com um aparelho catóptrico de luz fixa instalado á 9,30 metros do solo com alcance de 10 milhas.

O engenheiro cearense Zózimo Barroso elaborou planos para o porto comercial do Mucuripe, recomendando a substituição do farol, que após um incêndio em julho de 1869 estava quase em ruínas. A encomenda incluía mais oito faróis em ferro fundido para diferentes pontos do litoral (ver farol Itapuã).

Em 29 de julho de 1872 foi inaugurada a torre de secção circular com mesma altura e alcance do farol antigo, equipada com um aparelho de luz dióptrico rotativo de 4ª ordem, substituído por outro similar da marca BBT em 1908. A torre metálica foi montada no centro da antiga estrutura octogonal.

Em 13 de dezembro de 1958 uma torre de concreto de 22 metros com acabamento apastilhado em faixas brancas e pretas entrou em operação, obra da Construtora Ciclope (ver farol Araçagi). Localizado a 3 quilômetros do anterior, teve instalado um novo aparelho dióptrico BBT de 3ª ordem que mudou sua característica para 2 lampejos a cada 10 segundos. O antigo farol, desativado, está hoje em completo abandono.

Todas essas mudanças, somadas á eletrificação que chegou em 1964, buscavam um incremento na identificação do farol. Porém, sua altura limitava o crescimento vertical na região, o que levou a construção do atual farol do Mucuripe, ao lado do anterior, porém com altura de 71,1 metros, o que o torna o mais alto das Américas e o sexto do mundo.

Com projeto e execução do Grupo J.Macedo, a nova torre manteve o padrão visual da anterior e recebeu o seu aparelho lenticular.

Foto: Luan Viana / Jornal o Povo (Todos os direitos reservados)