farol salinópolis

Salinópolis

 00 36,93S / 47 21,39W Salinópolis, PA

Lp.B.6seg.61m.46M / Racon K (-.-) Bandas S e X

 

Para sinalizar o acesso ao porto de Belém e a proximidade dos perigosos bancos da Tijoca e do Bragança (atual Espadarte), foram requisitados ao Imperador D.Pedro II em 1827 os recursos para a instalação de um farol em Salinas, atual Salinópolis.

A falta de verba fez com que o farol só fosse inaugurado em 8 de março de 1852. Sua torre troncônica branca de alvenaria de 12 metros foi construída sobre o morro do Veado, na atual praia do Farol Velho,13 Km da cidade. Seu aparelho luminoso Henry Lepaute era um dióptrico rotativo de 3ª ordem e tinha alcance de 17 milhas. O engenheiro Capitão Marcos Pereira de Sales foi o encarregado da obra.

A ameaça de desabamento causada pelo choque e varredura das marés altas em suas fundações levaram á encomenda em 1890 de um novo farol fabricado na França por F.Barbier & Cie, uma torre de ferro do sistema Mitchell (ver farol São Tomé) de 33 metros de altura que foi entregue em1893.

Porém, a construção de uma muralha de proteção pareceu resolver definitivamente o problema do farol em operação, uma vez que por oito anos de observação acurada diagnosticou-se firme. A torre encomendada seguiu então em 1902 para o Maranhão onde foi montada em Apeú, na ponta do Gurupi.

Em 10 de agosto de 1916 entrou em atividade outra torre Mitchell BBT de 50 metros de altura pintada de roxo - terra. Montada pelo engenheiro Henrique Braconnot à aproximadamente 5 km do antigo, que foi desativado, foi equipada com um aparelho dióptrico de 2ª ordem que lhe dava um alcance de 22 milhas.

Mas a erosão que vitimou o primeiro farol avançava agora em direção ao segundo. Desmontado, foi vendido como ferro-velho. Somente seu aparelho lenticular seria aproveitado na nova torre.

O terceiro e atual farol de Salinópolis foi inaugurado em 23 de agosto de 1937 e foi montado por Desiré Potart desta vez bem no centro da cidade – é a torre que, sendo encomendada e depois montada em Apeú, voltou para seu verdadeiro destino.

Veja foto dos antigos faróis e saiba mais em https://fauufpa.org/2019/05/12/o-farol-velho-de-salinas-hipotese-virtual/

Foto: Antonio Jorge Araújo