logo
FARÓIS      EDUCACIONAL    CONTATO

farol salinopolis

SALINÓPOLIS

 00 36,93S / 47 21,39W Salinópolis, PA

Lp.B.6seg.61m.46M / Racon K (-.-) Bandas S e X

 

Para sinalizar o acesso ao porto de Belém e a proximidade dos perigosos bancos da Tijoca e do Bragança (atual Espadarte), foram requisitados ao Imperador D.Pedro II em 1827 os recursos para a instalação de um farol em Salinas, atual Salinópolis.

A falta de verba fez com que o farol só fosse inaugurado em 8 de março de 1852. Sua torre troncônica branca de alvenaria de 12 metros foi construída sobre o morro do Veado, na atual praia do Farol Velho,13 Km da cidade. Seu aparelho luminoso dióptrico rotativo de 3ª ordem  tinha alcance de 17 milhas.

A erosão do morro exigia a construção de um novo farol. Fabricada na França por F.Barbier & Cie, uma torre de ferro do sistema Mitchell (ver farol São Tomé) de 33 metros de altura ficou meses aguardando pela montagem – acabou sendo utilizada na ponta do Gurupí, ilha do Apeú, divisa com o Maranhão.

Numa colina à 80 metros do velho farol foi inaugurada  em 10 de agosto de 1916 outra torre Mitchell BBT de 50 metros de altura pintada de roxo - terra. Montada pelo engenheiro Henrique Braconnot, foi   equipada com um aparelho dióptrico de 2ª ordem que lhe dava um alcance de 22 milhas.

Mas a erosão que vitimou o primeiro farol avançava agora em direção ao segundo. Desmontado, foi vendido como ferro-velho. Somente seu aparelho lenticular seria aproveitado na nova torre.

O terceiro e atual farol de Salinópolis foi inaugurado em 23 de agosto de 1937, e  foi montado por Desiré Potart desta vez bem no centro da cidade – é a torre que, sendo encomendada e depois montada em Apeú, voltou para seu verdadeiro destino.

Foto: Antonio Jorge Araújo